palavras

há palavras que nos apunhalam enquanto dizemo-nas.

há palavras que nos rasgam por dentro enquanto vão do coração à boca.

há palavras que corroem as entranhas enquanto não saem, zumbem entre os ouvidos, arranham as veias. nos desesperam.

há palavras que não se aquietam enquanto não são vomitadas.

ocupam o lugar alheio, escapolem no lugar das outras, se arremessam contra os cantos da boca fechada.

há palavras se passam por aquelas não são. não dormem, não descansam, não desistem.

há palavras que não se exaurem nunca. doem-nos a cabeça, o corpo, os membros.

há palavras que nos atormentam, instalam-se no nosso sangue, nos atordoam.

há palavras que era melhor que não tivéssemos lido, visto, ouvido, escutado, conhecido, procurado.

há palavras deveriam ter nascido mortas, antes de chegarem aos dicionários.

Anúncios

Tags:

3 Respostas to “palavras”

  1. d meira Says:

    eu ultimamente tenho tido mais problema com o que escuto do que com o que digo. problema são as palavras querendo responder as coisas que ouço e ficam como essas do texto. talvez não devessem ter nascido.

    love you, d.
    à espera do chilli.

  2. GK. Says:

    Eu tô preferindo sufocar certas palavras.

    Para não ter que falar várias outras (intermináveis) depois.

    :)

  3. bonina Says:

    uma palavra para as duas: A.M.O.R.
    (e saudades)
    :)))
    beijos beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: