Segunda-feira, Fevereiro 02, 2009

a meu Deus um canto novo

primeiro veio a vontade a descobrir as paredes. ora pintadas, hoje desnudas. mais vivas do que nunca. nunca pálidas.
depois, o desejo de mover todas as coisas que pareciam imutáveis. e fui assim arrastando móveis de lugar.
precisei então ocupar os espaços vazios. aí, vieram os quadros.
começo agora a cobrir com novas cores o que jazia gasto, roto, sujo e quase sem vida.
por fim, careço de verde. em breve, folhas.
os dias vão arrastando aos poucos todas as coisas para um outro lugar.
um lugar novo.
hoje, eu estou em daqui a quinze dias.

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: