Sexta-feira, Maio 04, 2007

é verão, amiga, eu sei

o fim de junho é daqui a pouco, amiga, e eu não sei por onde começar.
o fim de junho é quando chega o inverno, é quando esfria a alma, é quando o céu se rasga sobre o recife e todas as águas do mundo desabam sobre nós.
vêm na chuva que cai do céu, nos rios que transbordam, nas ondas que arrebentam na praia, na subida da maré em noite de lua cheia.
elas chegam como num batismo, para lavar nossos pecados, purificar as culpas, para varrer o medo, expurgar as dores, e renovar a crença que tenho de nossos dias melhores.
sim, amiga, ainda sou capaz de sentir esperança, por nós duas, e acredito na felicidade, que um dia nos contaremos, entre risos e frases cortadas, agitadas, engolindo as palavras ao telefone.
o fim de junho é logo ali, amiga.
e enquanto eu espero as águas que se aproximam, eu sei, você vai dormir e acordar verão. no calor de um abraço, no céu azul que brilha nos seus olhos. e será sempre sol, amiga, eu sei.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: