Sábado, Maio 12, 2007

sua noiva bêbada

porque depois de muitas cervejas, ontem, voltando para casa, você me disse coisas lindas. e hoje você nem lembra, mas eu amo. palavras, preciso delas. porque eu nem ligo para sua falta de memória, e sei que é tudo verdade. por isso tento tirar as pedras do meu caminho, para que elas não atrapalhem o seu. e vou soprando as curvas do tempo, esse deus instável, que teima em aumentar a distância, só por capricho. porque quando olho pra trás, eu vejo, tinha tudo para dar errado, mas você não deixou. aí eu vejo como você é grande. enorme. maior do que pensou que fosse. porque quando você subir naquele avião, vai olhar o mundo de cima e pensar, todos os problemas eram menores do que as coisas como eu vejo agora, tão pequenas. porque é tudo uma questão de escala. inclusive o tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: