Sexta-feira, Maio 13, 2005

é por isso que eu gosto deles

E se eu for o primeiro a prever
e poder desistir do que for dar errado?

Ah, ora, se não sou eu, quem mais vai decidir o que é bom pra mim?
Dispenso a previsão!

Ah, se o que eu sou é também
o que eu escolhi ser aceito a condição.

terra do nunca
deixa eu falar da tua beleza e de tudo que eu vi em ti. porque eu, lindo, enxergo através do tempo e percebo no movimento das estrelas coisas indizíveis. eu sei da tua onisciência, mas deixa eu falar dos sonhos que tive contigo, das tuas mãos, do teu olhar, da tua imagem refletida. deixa eu te dizer o quanto percorri os caminhos que dão em ti, mas as pontes do teu palácio estavam erguidas, as portas foram trancadas, e as janelas eram inalcansáveis para mim. deixa eu te falar das flores que, em vão, roubei para te entregar. deixa eu beijar tua face e olhar para ti enquanto dormes porque, agora, é tudo o que eu sinto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: