Sábado, Abril 09, 2005

era uma menina
era uma menina com uma caixinha de música. guardava uma bailarina, chave de diário secreto, anel de confeito, brinco de ouro, batom roubado da mãe, um arrependimento, duas frustrações, três medos, quatro ou cinco sonhos para o futuro e música. queria ser bailarina, queria ser trapezista, queria ser um anjo, queria morar sozinha. já tinha conseguido o último. mas às vezes aquilo dava um medo. medo assim de escuro, de medo, de solidão. e era tudo tão sozinho ali na caixinha de música. ah, mas um dia ela achou um espelho. era bonita aquela menina. era bailarina. levinha assim, ó. um sopro de menina. tinha a melhor saia do mundo, a bailarina. era pequena (mas era linda). ficava zangada (ainda mais linda). e às vezes chorava (aaah, bailarina). aí ela ouvia música. o tilintar da caixinha… ah, menina, um soprinho assim, ó… ô bailarina, sai do espelho menina que eu tenho tanto pra te mostrar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: